VAMOS FALAR SOBRE MASTURBAÇÃO?

Quer um caminho melhor para conhecer as sensações e prazeres do próprio corpo do que através da masturbação?

É preciso entender que a prática da masturbação é natural, não faz mal, é saudável, não é exclusividade masculina, qualquer um pode fazer, não tem idade, e o mais importante, prepara para a atividade sexual com um parceiro ou parceira.

O pensamento machista da sociedade, julga que a masturbação masculina é natural e a feminina é algo errado, isso não pertence às mulheres.

Pesquisa realizada pelo Projeto Sexualidade, da Universidade de São Paulo, e reuniu 3 mil pessoas com idades de 18 e 70 anos apontou que das 1470 mulheres que foram entrevistas, 19,5% confessaram nunca terem se masturbado, e outras 21% contam que já praticaram, mas que atualmente não mais.

O que acontece é que vira um tabu falar de masturbação com as mulheres. A vergonha, a ideia do proibido, do inconcebível, do feio, do errado, permeia o imaginário feminino, terminando em uma falta de conhecimento sobre o funcionamento do próprio corpo, transcendendo para a suas relações futuras com parceiros ou parceiras.

A ideia de que vai ter prazer com alguém e que esse alguém saberá como te proporcionar este prazer, acaba se frustrando, pois ninguém pode saber o que te dá sensações que gosta, se a própria pessoa não sabe onde nem como as obtém.

Por puro desconhecimento, criam mitos como o que a masturbação acaba com o desejo. 

O prazer sozinho é um e em conjunto, interagindo com outra pessoa, é completamente diferente.

Outro mito é que homem casado ou com relacionamento estável, que se masturba é porque a mulher não está o satisfazendo, ou que não ama mais a parceira. Homens não associam satisfação sexual com relação sexual. É simples! Para os homens é natural se divertir com o próprio corpo e suas fantasias. Este mito vem por conta de que desde cedo são estimulados a manipulação do pênis e a mulher é reprimida e estimulada a associar o sexo a algo em pareceria.


Algumas dicas:

  • Não encarem seus genitais como algo proibido e não fique focado apenas neles;

  • Fantasie sem medo. Ninguém sabe o que está se passando na sua cabeça, solte a imaginação;

  • Procure um lugar e um momento só seu, sem possíveis interferências, para que se sinta livre e relaxado(a);

  • Descubra os brinquedinhos apropriados e não improvise com objetos que não são para este fim.

  • Se olhe, conheça seu corpo, seus genitais. A mulher não faz isto, porque tem vergonha e acha feio. Pegue um espelhinho e se veja sem pudor.

Se permita!

O que acha sobre tudo isso?

Vamos falar de intimidades

35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo